Friday, June 5, 2020
Isenção e Verdade


Auxílio Emergencial a famílias inscritas no CadÚnico começam a ser pagos

O Auxílio Emergencial, programa do governo federal destinado a trabalhadores que perderam o emprego ou tiveram a renda reduzida em…

Por redacao gazeta , em Cidade , no dia16 de abril de 2020, 13:55h

O Auxílio Emergencial, programa do governo federal destinado a trabalhadores que perderam o emprego ou tiveram a renda reduzida em razão da pandemia de Covid-19, já começa a ter impacto na economia de Toledo a partir desta semana. Desde segunda-feira (13), inscritos no CadÚnico com direito ao benefício já podem sacar a primeira das três parcelas de R$ 600,00 (valor que pode ser de até R$ 1.200,00 em lares chefiados por mulheres ou com duas pessoas em condições para receber o benefício).

Estas quantias estão sendo direcionadas para contas bancárias da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil em nome do trabalhador. Caso este ainda não tenha uma, a Caixa está criando conta poupança social digital.

Quem faz parte do Bolsa Família, situação de 1.636 grupos familiares de Toledo em março, vai  continuar recebendo este benefício ou o Auxílio Emergencial (o que for maior). Em ambos os casos, os valores serão depositados no mesmo dia em que normalmente o benefício é depositado, isto é, a partir de hoje (16).

Inscritos no CadÚnico, mas que não são beneficiários do Bolsa Família, que nasceram em janeiro, fevereiro, março e abril já receberam o benefício. Nesta quinta-feira serão depositados os valores para nascidos em maio, junho, julho e agosto. Amanhã será a vez de quem faz aniversário em setembro, outubro, novembro e dezembro.

Levando em conta somente o valor mínimo (R$ 600,00), o auxílio emergencial tem o potencial de injetar na economia local ao menos cerca de R$ 5,9 milhões, valor que será ainda maior se calculadas as famílias que terão direito ao saque de R$ 1.200,00. Em nível nacional, até às 15 horas de quarta-feira (15), a Caixa Econômica concedeu 4,9 milhões de benefícios, totalizando um montante de R$ 3,2 bilhões. “Este dinheiro será usado para quitar contas pendentes e adquirir alimentos e produtos de higiene e limpeza no comércio local, o que será de extrema relevância visto a crise que afeta a economia, minimamente suprindo os recursos financeiros que estas famílias recebem executando trabalhos informais” salienta a diretora de Vigilância Socioassistencial, Josieli Magnus.

Quem pode receber?

A concessão do Auxílio Emergencial não é feita de forma automática aos inscritos no CadÚnico. É necessário que estes preencham cinco requisitos: 1) ser maior de 18 anos de idade com CPF regularizado; 2) não ter emprego formal; 3) não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, à exceção do Bolsa Família; 4) ter renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135); 5) não ter recebido, em 2018, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

Estes são os mesmos critérios de recebimento para pessoas que não fazem parte do CadÚnico, porém estas devem requisitar o benefício por meio do site www.auxilio.caixa.gov.br. O processo de inscrição e acompanhamento pode ser realizado pelo aplicativo “Caixa | Auxílio Emergencial”. Microempreendedores individuais (MEIs) e trabalhadores com vínculo de trabalho intermitente prejudicados com a pandemia também podem entrar com o pedido de concessão. “É importante que as pessoas prestem atenção a sites e aplicativos falsos, que foram criados com o objetivo de roubar dados pessoais do trabalhador”, alerta.

Josieli explica que a análise para a concessão do Auxílio Emergencial pode ser um pouco mais lenta que o imaginado. “Este processo é feito a partir de dados do Dataprev, que cruza informações relacionadas à INSS, Receita Federal e FGTS. Por isso, pode demorar um pouco a solução para quem não está no CadÚnico e precisou iniciar o processo via site ou aplicativo”, pondera Josieli.

Cadastro Único

Para saber se você está ou no Cadastro Único, basta acessar https://meucadunico.cidadania.gov.br/meu_cadunico/, preencher os dados pessoais (nome completo, data de nascimento, nome da mãe e estado/município de residência), marcar a opção “Não sou um robô” e clicar em “Emitir Certidão”. Se realizadas estas etapas, houver alguma resposta, significa que o trabalhador está no CadÚnico; do contrário, não está inscrito. “Estamos verificando se a Secretaria da juventude pode auxiliar as famílias que estão em dificuldades para fazer a solicitação”, observa a diretora.

Para mais informações, o Ministério da Cidadania disponibiliza o telefone 0800 707 2003 (opção 5) para tirar dúvidas. “Durante este momento, os Cras [Centros de Referência de Assistência Social], os Creas [Centros de Referência Especializado de Assistência Social], os bancos e as lotéricas não estão fazendo atendimentos para o cadastramento no Auxílio Emergencial. Estes órgãos também não têm acesso aos dados sobre o andamento no processo. Somente o site e o aplicativo específicos deste programa podem fornecer tais informações”, destaca Josieli.

Fonte: Secom/Pref. de Toledo

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: