Saturday, June 6, 2020
Isenção e Verdade


Aplicativo permite controle de gastos públicos com medicamentos

A Secretaria de Estado da Administração e da Previdência e o Ministério Público do Paraná (MPPR) firmaram um acordo de…

Por redacao gazeta , em Estadual , no dia2 de abril de 2020, 15:51h

A Secretaria de Estado da Administração e da Previdência e o Ministério Público do Paraná (MPPR) firmaram um acordo de cooperação técnica que disponibiliza o aplicativo “De olho no remédio” para uso da Secretaria. O termo é assinado pelo Secretário da Administração e da Previdência, Reinhold Stephanes, e pelo Procurador-Geral de Justiça, Ivonei Sfoggia.

Desenvolvida pelo Núcleo de Inteligência do MPPR, a ferramenta permite a fiscalização e o controle de gastos públicos na área de medicamentos a partir do processamento de notas fiscais eletrônicas emitidas por empresas e destinadas a órgão estaduais e municipais do Paraná.

O aplicativo foi disponibilizado ao Estado de forma totalmente gratuita. Inicialmente, ele será utilizado para comparação de preços de medicamentos e, no futuro, poderá ser estendido para outros materiais e serviços.

A Secretaria da Administração realiza as licitações, por meio de registro de preços, para aquisição dos medicamentos usados em hospitais e distribuídos à população através das farmácias do Estado, além dos medicamentos fornecidos por força de medida judicial.

Anualmente, são registrados preços em processos distintos, que soma cerca de R$ 1 bilhão de por ano, os quais ficam à disposição da Secretaria de Estado da Saúde para compra.

O termo de cooperação permite, ainda, estabelecer rede de intercâmbio, compartilhamento de informações e de conhecimentos estratégicos. “A aplicação será de grande valia à Secretaria a fim de resguardar os princípios norteadores da administração pública, em especial nas licitações, e assim colaborar para a tomada de decisão e na eliminação de risco eminente relacionados aos preços”, explica Reinhold Stephanes.

Para a diretora do Departamento de Logística para Contratações Públicas (Decon), Carmen Albanske, o aplicativo trará facilidades e confiabilidade na formação do preço máximo da licitação, no ato da abertura das propostas. “Permitirá que façamos a  conferência de preços e, ainda mais, nas renegociações de preços, com eventuais equilíbrio registrados, seja para menor ou maior valor”,  explica Carmen.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: