Saturday, July 11, 2020
Isenção e Verdade


Força-tarefa tira do ar página de pornografia infantil

Em uma ação rápida e eficaz, a Força-Tarefa Infância Segura de Combate a Crimes contra a Criança (Fortis), da Secretaria…

Por redacao gazeta , em Estadual , no dia30 de março de 2020, 17:48h

Em uma ação rápida e eficaz, a Força-Tarefa Infância Segura de Combate a Crimes contra a Criança (Fortis), da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, removeu na madrugada deste domingo (29) uma página em rede social que ancorava um fórum de pornografia infantil.

Segundo o chefe do Departamento de Justiça e coordenador da Fortis, Felipe Hayashi, o conteúdo abusivo foi retirado imediatamente, num trabalho conjunto e com o total apoio da plataforma de rede social, que garantiu repudiar este tipo de publicação. “Agora caberá à polícia investigar o crime e identificar os envolvidos para rigorosa punição”, disse Hayashi, informando que a pena para tal conduta é de até 6 (seis) anos de reclusão, conforme prevê o art. 241-A do Estatuto da Criança e do Adolescente.

A denúncia foi feita pelo Conselho Tutelar, que recebeu a acusação, com o apoio do Ministério Público Estadual. “O combate a crimes e violências contra crianças e adolescentes é prioridade no Governo do Paraná, e parabenizamos a Força-Tarefa Infância Segura pela eficiência”, disse o secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

Ele salienta que é dever de cada cidadão combater qualquer ameaça aos direitos da criança e do adolescente. “Denuncie enviando e-mail para infanciasegura@sejuf.pr.gov.br, pelo telefone no Disque 181 ou pelo Conselho Tutelar de sua cidade”, afirmou.

A Força Tarefa Infância Segura é uma estratégia interinstitucional coordenada pelo Departamento de Justiça da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho. Atualmente possui 17 ações em andamento, com a participação das secretarias de Estado da Segurança Pública, da Saúde e da Educação; do Ministério Público,  Poder Judiciário, Conselho Tutelar, Ordem dos Advogados do Brasil,  Defensoria Pública e do Conselho Estadual de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedca).

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: