Saturday, July 4, 2020
Isenção e Verdade


Desportista e líder comunitário que sofreu “ameaças” faz denúncia no MP.

Ameaças na política de Toledo? Ao ler a publicação do desportista e líder comunitário Ricardo Santos em sua página social…

Por redacao gazeta , em Gente x Poder , no dia22 de março de 2020, 10:03h

Ameaças na política de Toledo?

Ao ler a publicação do desportista e líder comunitário Ricardo Santos em sua página social (VEJA SUA INTEGRA ABAIXO) me faz retornar a umas campanhas políticas da década de 80 nos então distritos de Toledo, São Pedro do Iguaçu e Ouro Verde do Oeste, hoje, municípios se resolviam as “coisas” de política na base das “ameaças com armas e tiros” como ocorreu com carros de “som” que foram crivados de bala. Claro que ficava só nas ameaças ao contrário de outras cidades que as coisas eram fatais.

Também vivi e presenciei inúmeras invasões de grupos políticos que simplesmente acabavam com os comícios dos adversários antes mesmo de se iniciar e, não eram na “conversa”.  Estou relembrando, para avisar que estamos em pleno século 21, pois, ao que parece, essas práticas dos antigos “pistoleiros” estão de volta em Toledo? Não dá para acreditar! Lenham abaixo a DENÚNCIA feita por Ricardo Santos:

 

Hoje o assunto é sério! Depois de 19 anos em Toledo, comprometido com um trabalho sério e que rende tantos frutos, fui surpreendido nas últimas semanas com graves ameaças para mim e para minha família. Minha primeira atitude foi repensar minha vida nos mínimos detalhes e cheguei à conclusão que isso aconteceu exatamente no momento que eu me declarei pré-candidato.

Minha tristeza foi dupla. A primeira por ver minha esposa, família e amigos preocupados comigo e outra por pensar que a política talvez envolva tanta maldade e desrespeito. Diante disso, tomei a atitude que um cidadão tomaria: encaminhei ameaças e provas para o Ministério Público que certamente tomará por mim e por minha família todas as providências. Fiz também um pedido para que tudo ocorra em segredo de justiça, pois a intenção é a punição dos envolvidos e não a promoção dos fatos e muito menos das pessoas inocentes que são vítimas disto tudo.

Depois de ter feito isso, senti ainda mais vontade de lutar por meus objetivos, deixando claro que nenhum líder deve retroceder por causa de homens maus! Hoje torno isso público e peço para que a sociedade também não se deixe abalar por pressões e ameaças.

Minha história pública e ordeira é o meu conforto e passaporte para esse momento que enfrento ao lado da minha família e amigos! No tatame os golpes são calculados e treinados, mas os golpes na vida pública são sujos e com uma violência reprovável.

Peço que às pessoas que assim como eu estão dando seus primeiros passos na política não se calem! Temos que ser corajosos desde agora, para que no futuro possamos defender de maneira ainda mais firme nossas famílias e comunidade.

 

É obrigado atualizar (zonas) nos títulos de eleitores.

O empresário Beto Ignácio (casa da pistola) lembrou esse colunista da obrigatoriedade de todos os eleitores de Toledo que faziam parte das zonas extintas (101 e 148) terão que atualizar seus títulos de eleitores para a única Zona 75ª.  Isso poderá das algumas dores da cabeça aos eleitores, principalmente aqueles que pretendem se candidatar a cargos públicos.

É obrigado atualizar (zonas) nos títulos de eleitores. I

Claro que em tempo de vírus e dengue o eleitor pode aproveitar que está em casa em entrar no aplicativo e-Título — Tribunal Superior Eleitoral – http://www.tse.jus.br/eleitor/servicos/aplicativo-e-titulo que fará a atualização automática.

 

Representantes da indústria alinham medidas com o COE

Louvável a reunião convocada pelo município com representantes das principais indústrias do município, como Prati Donaduzzi, BRF, Fiasul, Colônia, Primato, Cargil, Coatol e Tectron compartilharam com o COE algumas das medidas de segurança e de higiene que passaram a adotar a desde que os primeiros casos de coronavírus começaram a circular no Brasil.

Representantes da indústria alinham medidas com o COE I

Foi comunicado pelos representantes que a maioria das empresas passou a restringir viagens de executivos ao exterior e até mesmo a presença de visitantes em suas unidades industriais, obedecendo assim as medidas do Decreto em alinhamento com o COE.

Representantes da indústria alinham medidas com o COE II

A BRF transporta diariamente 500 funcionários para realizar os trabalhos na unidade de Toledo, um dos maiores complexos da empresa.  São utilizados ônibus fretados e cada passageiro já recebe álcool em gel do motorista assim que entra no ônibus. Os veículos são higienizados a cada viagem. Com as inúmeras ações adotadas pela empresa, os executivos orgulham-se em informar que não existe nenhum colaborador da BRF no Brasil com o coronavírus. A empresa tem o único abatedouro de suínos do Estado do Paraná em Toledo. Ao todo, um milhão de cabeças de suínos estão alojados na região e tem Toledo como destino.

Representantes da indústria alinham medidas com o COE III

A Cargill é uma multinacional com unidade inclusive na China. As ações restringindo contato físico entre funcionários, o monitoramento de visitantes e fornecedores em suas unidades e o compartilhamento de informações em todos os níveis tornou possível que até mesmo durante o ápice do contágil na China, suas unidades permanecessem em funcionamento, sem risco à produção e aos colaboradores.

 Setor mercadista se reuniu com prefeito para alinhar medidas protetivas.

O prefeito Lucio de Marchi, o secretário de Desenvolvimento Econômico Jozimar Polasso, e da Fazenda Balnei Rotta alinharam ações para o atendimento de clientes do setor mercadista no período de vigência do Decreto 754, que estabelece o fechamento do comércio varejista e dá outras providências.

Setor mercadista se reuniu com prefeito para alinhar medidas protetivas.

Entre os participantes da reunião, estavam representantes do Cidade Canção, Muffato, Hebron, Supermercados Schorr, Stock Atacadista, Shopping do Real, Primato e Allmayer. Segue algumas orientações discutidas e propostas pelos gestores e mercadistas, que já estão adotando medidas de prevenção para o cliente evitando aglomeração de pessoas.

✓Evitar aglomeração de pessoas na fila e dentro do estabelecimento;

✓Limpeza constante das cestas e carrinhos usados com sabão separando os usados/limpos;

✓Marcação de distância (no chão) entre os clientes nas filas de no mínimo 1,5 metros;

✓ Orientação e controle de acesso e saída da loja (critérios de no máximo 10 clientes por caixa em operação);

✓ Não é permitido vendas em atacado;

✓ Liberação de trabalhadores acima de 60 anos, aprendiz, gestantes e portadores de doenças crônicas;

✓Intensificar a limpeza das áreas comuns do check out / caixas (pisos) com água e sabão ou produto próprio para limpeza;

✓ Disponibilizar no “caixa” álcool 70% gel para a higienização das mãos;

✓ Orientar e incentivar todos os funcionários para o uso da etiqueta respiratória: Utilizar lenço descartável para higiene nasal; em apresentando sintomas gripais, não entre sem o uso de máscara

Pena para quem não cumprir medidas

Texto prevê a responsabilização civil, administrativa e penal dos agentes infratores, com sanções previstas no Código Penal como prisão e multa.

O Governo do Estado estabeleceu nesta sexta-feira (20) as penalidades para quem não colaborar com as autoridades sanitárias na comunicação imediata de possíveis contatos com agentes infecciosos e circulação em áreas consideradas como regiões de contaminação de coronavírus.

Pena para quem não cumprir medidas

De acordo com o Decreto 4.310, assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, o descumprimento das regras seguirá as punições contidas na Portaria Interministerial criada pelo Governo Federal. O texto prevê a responsabilização civil, administrativa e penal dos agentes infratores, com sanções previstas no Código Penal.

Pena para quem não cumprir medidas I

São elas, a infração de determinação do poder público, com pena de um mês a um ano e multa, e desobediência da ordem legal de funcionário público, com pena de 15 dias a 6 meses e multa. Esta última pena é aumentada de um terço caso o infrator seja funcionário da saúde pública. Poderá haver sanção maior caso o crime seja considerado mais grave.

Coronavirus e a dengue – Toledo registra 1386 casos notificados de dengue

“População precisa colaborar com ações de prevenção”

O boletim semanal sobre a dengue divulgado, nesta sexta-feira (20) pela Secretaria Municipal da Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, registra 1386 notificados da doença no município de Toledo. São 1107 autóctones, 39 importados, 14 negativos e 126 aguardam resultados. Os números chamam a atenção por parte dos gestores que reforçam o cuidado da população. Dr. Pedrotti em seu último Boletim de sexta feira fala sobre os 8 casos SUSPEITOS de coronavirus. Reafirmando que em Toledo não tem nem um caso do coronavirus confirmado.

Coronavírus:

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: