Wednesday, April 8, 2020
Isenção e Verdade


“Dengue” 892 notificações. 702 casos CONFIRMADOS. Resultado; EPIDEMIA!

Secretaria de Saúde de Toledo divulgou nesta terça-feira (10) números alarmantes da dengue no município. Os 487 casos confirmados na…

Por redacao gazeta , em Cidade , no dia11 de março de 2020, 15:16h

Clique Aqui


Secretaria de Saúde de Toledo divulgou nesta terça-feira (10) números alarmantes da dengue no município. Os 487 casos confirmados na última sexta-feira (06) já são suficientes para decretar uma situação de epidemia em Toledo. A referência para essa classificação é existir pelo menos 300 casos contraídos no município (autóctones) para cada 100 mil habitantes. A referência é o IBGE de 2018, onde estimava-se uma população de 138.572 habitantes.

Epidemia

Toledo conta atualmente com 892 casos notificados. Destes, 702 estão confirmados, sendo 673 autóctones e 29 importados. Já foram descartados 98 casos e outros 92 aguardam resultado de exames.

Os números foram divulgados pela Secretaria de Saúde nesta terça-feira (10), por meio da Vigilância Epidemiológica. A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná também já divulgou boletins informando situação de epidemia no Paraná.

Tipo 1 e 2

A Secretária de Saúde de Toledo, Denise Liell, chamou a atenção da população para um tipo mais agressivo da doença. “A dengue tem quatro sorotipos diferentes e nós hoje temos circulando no município dois sorotipos: o 1 e o 2. Aqui estamos acostumados com o tipo 1. E o tipo 2 está trazendo casos mais graves, por isso as pessoas chegam com febre bastante alta, com manchas na pele, com dor abdominal que faz com que os sintomas sejam mais graves”.

Ela explicou que o mosquito também sofre mutação e se adapta. “Se ele antes tinha uma resistência em determinados lugares, água limpa, lugares quentes, hoje não, a água pode ser suja, uma área úmida, uma temperatura mais fria, já faz com que o mosquito sobreviva porque ele se adaptou. Além de se adaptar ele criou resistência aos produtos químicos utilizados, por isso é necessário que a gente continue o combate mecânico, eliminar o foco nos locais, residências, nos ambientes de trabalho, nas praças públicas e em qualquer lugar que possa haver a criação do mosquito”.

Orientações e multas

Devido a situação alarmante e a rápida evolução dos casos de dengue tanto em Toledo, quanto nos municípios vizinhos, as autoridades sanitárias reforçam a necessidade de cada morador vistoriar e manter limpo seus quintais.

O poder público está tomando todas as medidas necessárias para dar suporte e assistência aos pacientes  com sintomas. Também está reforçando o trabalho dos agentes de endemias. “Se for necessários vamos notificar e até aplicar multa para os casos incidentes ou reincidentes. Se a pessoa ao ser vistoriada não se preocupa em eliminar os focos de criação do mosquito, nós precisamos agir de forma a de fato puni-lo, para que a pessoa aprenda a importância de cuidar bem de seu quintal”, frisou a Secretária de Saúde.

Para que possamos ter o fumacê, nós precisamos preencher uma série de requisitos e encaminhar para a Secretaria Estadual da Saúde, uma comissão em Curitiba avalia os nossos dados e se posiciona, liberando ou não UbvPzada, para que possa ser aplicada em nosso município. No entanto a gente sabe que ainda não temos o produto químico, o inseticida a ser utilizado. O inseticida mata o mosquito voando, ele não mata a larva dentro da residência, mais importante é o cuidado que o cidadão deve ter.

%d blogueiros gostam disto: