Monday, June 1, 2020
Isenção e Verdade


Educação desenvolve material para trabalhar com crianças do Haiti matriculadas na rede

Conviver com uma nova língua na Escola é uma tarefa desafiadora. Com a constante chegada de alunos estrangeiros no Brasil…

Por redacao gazeta , em Cidade , no dia26 de fevereiro de 2020, 17:23h

Clique Aqui


Conviver com uma nova língua na Escola é uma tarefa desafiadora. Com a constante chegada de alunos estrangeiros no Brasil nos últimos anos, vieram novos idiomas, dialetos e costumes. Para o município de Toledo, não é diferente e podemos perceber esta mistura linda, nos espaços escolares. Com toda esta demanda de comunicação (línguas diversas), os professores enfrentam o desafio de ensinar os imigrantes e ao mesmo tempo inseri-los ao universo escolar. Pensando nisso, a Secretaria Municipal da Educação de Toledo (SMED)  buscou por alternativas para auxiliar os professores no aprendizado destes alunos. Uma comissão de professores adaptou um material didático diferenciado para trabalhar com os alunos haitianos matriculados na rede de ensino de Toledo.

O processo de elaboração do material durou cerca de seis meses e foi realizado em parceria com  Marie Claudia Maxime, haitiana, professora de francês e crioulo haitiano, que, atualmente, mora em Toledo e Cyntia Karla Sorgatto Bueno, pedagoga e estudiosa da Língua Francesa.

A parceria resultou na criação de uma apostila denominada Vencendo os desafios de ler e escrever: atividades para trabalhar a consciência fonológica, a qual integra um projeto piloto que visa desenvolver estratégias para atender às demandas de alfabetização em Língua Portuguesa das crianças haitianas matriculadas no município.

As atividades visam ao desenvolvimento da consciência fonológica e são apresentadas em Língua Portuguesa, em Língua Francesa e na Língua materna do Haiti, o Crioulo Haitiano. “A apresentação em três línguas é uma forma de facilitar a compreensão dos alunos e das famílias haitianas, contudo, o objetivo é o de potencializar a aprendizagem da Língua Portuguesa”, comenta a Secretária de educação Edna Heloisa Schaeffer do Amaral.

Inicialmente, orientou-se as escolas para a aplicação das atividades conforme suas demandas, visando à avaliação do material para balizar quais atividades são mais eficazes e definir os caminhos para uma próxima edição, revista e ampliada.

No trabalho, destacam os profissionais da equipe pedagógica da Secretaria da Educação que estiveram à frente do projeto, que apenas começou. É o primeiro passo no longo caminho das línguas.

Fonte: Secom/Pref. de Toledo

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: