Tuesday, July 7, 2020
Isenção e Verdade


Estagiários da Câmara Municipal de Toledo terão que ser reconduzidos aos cargos

O recurso impetrado por vários vereadores contra a decisão da presidência da Câmara Municipal de Toledo que demitiu todos os…

Por redacao gazeta , em Gente x Poder , no dia19 de fevereiro de 2020, 17:14h

O recurso impetrado por vários vereadores contra a decisão da presidência da Câmara Municipal de Toledo que demitiu todos os estagiários, foi aprovado pela mesa por 3 x 2 favorável pela anulação da decisão do Despacho da Presidência nº 1069, de 2019, data em 18 de dezembro de 2019. O relator, vereador Gabriel Baierle votou favorável a anulação e teve mais dois sufrágios que lhe acompanharam, anulando a decisão considerada por muitos como “arbitrária” por parte do atual presidente. Leiam as considerações e decisões final nesse link: PARECER DA MESA PROTOCOLO 3845 2019

Imbróglios judiciais e o Hospital Regional

Publiquei essa coluna dia 16 de janeiro e a nominei de “IMBROGLIO”, por que se traduz em “confusões, situação difícil, confuso ou mal-entendido teatralmente’. Faço questão de republicar a coluna, mais as decisões do MP dessa quarta-feira, 19 de fevereiro, para vossas análises, pois, descrevi naquela data que, o melhor para nossa saúde pública era o “diálogo” só reconhecido agora:

Imbróglios judiciais e o Hospital Regional I

Creio que mais essa ingerência no HPR em que suspende liminarmente a retomada de obras para readequação do Hospital Regional de Toledo, pode dar mais repugno público as nossas autoridades, sejam elas do executivo, legislativo ou judiciário.

Imbróglios judiciais e o Hospital Regional II

Bom seria sentarem-se para uma rodada de discussões, alinhar e resolver o problema, afinal, todos já sabiam que mais cedo ou mais tarde as obras reiniciariam e paralelamente, se definira quem seria o gestor cumprindo assim com o TAC assinado, mas, não. Parece que há mais interesses em prorrogar o problema a vê-lo resolvido!

Imbróglios judiciais e o Hospital Regional III

Um grande advogado de Toledo fez a seguinte observação sobre o caso das intervenções:

Se não estiver pronto e não tiver gestor = não abre

Se não estiver pronto e tiver gestor = não abre também

Se estiver pronto e não tiver gestor = não abre

Mas se estiver pronto e tiver gestor = abre

Ou seja… prejuízos para empresas, demitir funcionários, planejamento de obra sugerido pela EBSERH jogado fora, enfim uma pena o maior prejudicado é a saúde pública

Imbróglios judiciais e o Hospital Regional IV

Sei que, o MP está aí para coibir qualquer desperdício de valores quando se trata de erário público, mas, a principal causa nesse momento é a saúde que vai morrendo sem ter UTI ou por desentendimentos. Vi com bons olhos o comunicado de que, o CONSAMU será o gestor do HPR e confirmados sim, pelo diretor contrariando a fala da promotoria.

Imbróglios judiciais e o Hospital Regional V

Para o diretor geral do Consamu, José Peixoto da Silva está definido que o órgão vai fazer a gestão do hospital, o que foi definido em assembleia. Restam apenas algumas organizações burocráticas para dar início da gestão associada entre Toledo e Cascavel e aos demais 43 municípios, disse Peixoto. Já temos a data do dia 24 de janeiro para lançar o edital do concurso público e dia 30 para as conclusões das demais necessidades legais.

Imbróglios judiciais e o Hospital Regional   VI

Além disso, Silva conta que um concurso público está sendo programado para formação de cadastro de reserva para o hospital. O edital, conforme ele, deve ser lançado em 24 de janeiro.

Parte DOIS

MP desiste de processo e obras do Hospital Regional serão retomadas

Os argumentos apresentados na petição inicial informam que na data de 6 de janeiro do corrente ano, o Prefeito do Município de Toledo, Lúcio de Marchi, conjuntamente com representantes da empresa ré Construtora Guilherme, além da Secretária da Saúde de Toledo e outros servidores públicos, promoveram ato público objetivando a assinatura da “Ordem de Serviço”, autorizando o início das obras de reformas da estrutura pública intitulada Hospital Regional de Toledo (HRT).

Continue lendo o Original do MP nesse link:  desistencia

Parte TRÊS

Recomendação ao CONSAMU e Prefeitura de Toledo.

MPPR recomenda ao Consórcio Intermunicipal e à Prefeitura a análise dos projetos de reforma do Hospital Regional para que adotem todas as providências necessárias à readequação dos projetos técnicos de reforma das estruturas do Hospital Regional de Toledo e o prazo de acatamento ou não será dia 28 de fevereiro.

http://www.mppr.mp.br/2020/02/22340,11/MPPR-em-Toledo-recomenda-ao-Consorcio-Intermunicipal-e-a-Prefeitura-a-analise-dos-projetos-de-reforma-do-Hospital-Regional.html

 

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: