Friday, June 5, 2020
Isenção e Verdade


Respeito ao dinheiro público e ao contribuinte

Em entrevista à Gazeta de Toledo, o secretário da Fazenda Balnei Rota, o indaguei sobre quais são os “segredos” de…

Por redacao gazeta , em Gente x Poder , no dia13 de fevereiro de 2020, 18:42h

Em entrevista à Gazeta de Toledo, o secretário da Fazenda Balnei Rota, o indaguei sobre quais são os “segredos” de o “limite prudencial” estar na faixa de 48.9%, sendo a mais baixa registrada até hoje em todas as administrações. Me pediu para responder somente depois do dia 19 após sua prestação de contas do quadrimestre na Câmara Municipal de Toledo, respeitando aquilo que prevê a Lei Orgânica.

Respeito ao dinheiro público I

Em uma das suas explicações sobre o porquê não foram impressos os carnês, ficou claro o respeito ao dinheiro público por parte dele como secretário e de uma equipe batizada de “agiliza Toledo” que, depois de estudos atendendo ao pedido do prefeito de “ajustar as contas públicas”, em uma simples análise sobre “custos” viram que os carnês do IPTU geravam prejuízos entre sua produção, impressão e distribuição.

Respeito ao dinheiro público II

Com base nessa única explicativa da não impressão dos carnês, já deu para perceber a grande economia feita, que, somando as demais ações feitas em todas as secretarias e demais departamentos, esses “enxugamentos nos custos operacionais” geraram saldos positivos e o limite prudencial chegou a um dos menores patamares, 48.9%.  Rota, ressaltou também o crescimento habitacional que saiu dos 48 mil para mais de 50 mil cadastros, foi fator positivo no desenvolvimento e nos saldos positivos.

Assista a entrevista completa nesse link: https://www.facebook.com/GazetadeToledo/videos/215795659460786/ 

Algo de “novo” nas articulações política de Toledo?

Meu “urubu alemão’ que estava em Curitiba nessa quinta-feira, grunhiu-me que teve alguns pré-candidatos batendo em várias portas do palácio Iguaçu e também na capital do Brasil para que seu projeto em ser prefeito fosse aceito. Em quanto isso aqui no velho oeste, continuam as “reuniões e articulações” e, o que posso afirmar é que, aquela foto da Janice abraçada com a cúpula do DEM, é a última novidade. Vou te que alimentar melhor meu urubu, pois, fiquei sabendo que tem coisa “nova” vindo por aí…

Prestigio e reconhecimento.

Quero em nome de vários leitores da Gazeta parabenizar o professor Rui Airton Cornellius que foi nomeado como novo coordenador regional do SENAT – Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte – Unidade B86 na cidade de Foz do Iguaçu. Sucesso em nome de todos!

Com Bolsonaro

A reunião com o presidente Jair Messias Bolsonaro e integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária – FPA que Toledo se faz presente por ter o deputado Federal Jose Carlos Schiavinato, os temas debatidos foram: endividamento rural, seguro rural, recursos para o plano agrícola e pecuário, energia sustentável, regras de investimento, armazenagem, logística e custeio e regularização fundiária.

Banco do Brasil teve R$ 18,16 bí de lucro

O Banco do Brasil registrou lucro líquido contábil de R$ 18,16 bilhões em 2019. O resultado representa um aumento de 41,2% na comparação com 2018, quando a instituição lucrou R$ 12,86 bilhões. Já o lucro líquido ajustado do banco, que exclui itens extraordinários, somou R$ 17,84 bilhões no ano passado, valor 32,1% maior se comparado ao mesmo período de 2018.

Banco do Brasil teve R$ 18,16 bí de lucro I

Somente no 4º trimestre, o lucro líquido foi de R$ 5,69 bilhões, com crescimento de 49,7% na comparação com os últimos 3 meses de 2018 e alta de 33,8% na ante o 3º trimestre, quando o lucro foi de R$ 4,25 bilhões. Já o lucro líquido ajustado somou R$ 4,62 bilhões no 4º trimestre, alta de 20,3% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: