Thursday, July 2, 2020
Isenção e Verdade


Instituições de Toledo se mobilizam para o combate a dengue

Uma reunião com várias instituições assistenciais do município e membros de algumas das Secretarias Municipais foi realizada na última sexta-feira…

Por redacao gazeta , em Cidade , no dia3 de fevereiro de 2020, 15:25h

Uma reunião com várias instituições assistenciais do município e membros de algumas das Secretarias Municipais foi realizada na última sexta-feira (31), no auditório da Prefeitura. Na ocasião todas as instituições se comprometeram a reforçar as campanhas de conscientização contra a dengue, que vem preocupando em inúmeros municípios da região.

A secretária de saúde, Denise Liell, apresentou ao público dados da doença na região, municípios com alto índice de infestação e enfatizou as diversas formas de prevenção.

O coordenador de endemias do município, Selídio Schmitt, informou que o encontro foi uma espécie de força tarefa e todas as entidades se comprometeram a realizar alguma ação de combate a dengue. “Participaram da reunião membros de organizações sociais, políticas, de segurança, dentre outras, sendo que todos se comprometeram com alguma ação, que vão desde a entrega de panfletos até a realização de reuniões e debates tendo a dengue como tema central. Isso é algo importantíssimo para que mais pessoas se conscientizem no combate a dengue”.

Selidio também demonstrou preocupação em manter a doença sob controle em Toledo, visando evitar uma epidemia. “Muitos dos municípios que compreendem a regional de saúde de Toledo estão passando por uma situação complicada e já encontram-se em epidemia. O que nos preocupa é que logo iniciam as aulas nas universidades e muitas pessoas vem dessas cidades que encontram-se em epidemia. Por isso estamos pensando em uma série de ações junto às entidades, com o intuito de não perder o controle da doença”.

Com o que cada instituição se comprometeu

A reunião fez com as instituições tomassem a frente no combate a dengue se comprometendo com uma série de atividades. A Secretaria de Educação realizará um trabalho de panfletagem com os alunos, integrando as ações do Programa Saúde na Escola (PSE).

Outra Secretaria que efetuará algum tipo de ação é a de Desenvolvimento Ambiental e Saneamento, que criou os pontos ‘Bota fora’, nos bairros, Jardim Porto Alegre em frente a antiga sede da Guarda Municipal, na Vila Industrial e no Jardim Panorama, ao lado do Ginásio de Esportes. Esta ação inicia-se na próxima sexta-feira (07), e deve ocorrer por 15 dias.

A União Toledana de Associações de Moradores (UTAM), irá orientar os presidentes e Associações para fazer panfletagem e orientar a população sobre a destinação correta dos materiais para a coleta. A UTAM ainda pretende organizar reuniões nas comunidades, com a intenção de debater o tema e dar o devido esclarecimento a população a respeito dos cuidados com a dengue.

O Núcleo Regional de Educação (NRE), foi mais uma das instituições presentes a se comprometerem com as ações de combate. O NRE vai mobilizar os 92 diretores dos 16 municípios que compreendem o NRE de Toledo para que façam atividades de conscientização no início do período letivo. Outras instituições como o Grupo dos Desbravadores, Grupo de Escoteiros Vicentino Incomar e Grupo Cordeiro Leão também devem efetuar ações de combate a proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

Casos em Toledo

O último levantamento feito sobre o número de casos de dengue em Toledo foi divulgado na última sexta-feira (31). No momento são oito casos autóctones (Casos próprios do município), e mais dois casos importados de outras cidades da região. Entre 30 e 40 casos suspeitos ainda aguardam os exames para a confirmação ou não da doença.

Selídio Schmitt explica que o período de verão é o mais propício para a infestação das larvas do mosquito da dengue. “ A proliferação das larvas do Aedes Aegypti se intensificam ainda mais nesse período de verão em que o clima é muito quente e ocorrem pancadas de chuva frequentemente, fazendo com que os ambientes fiquem adequados para a proliferação das larvas”.

De acordo com Selídio os trabalhos de visitação às residências continuam sendo realizados normalmente pelos agentes de endemias. No caso da confirmação de casos de dengue em uma residência ou mesmo da incidência de larvas no local a fiscalização é intensificada em um raio de 300 metros.

Também vale recordar que caso os agentes encontrem larva em um lote ou residência o proprietário é notificado e em caso de reincidência recebe uma nova notificação. Caso as larvas voltem a ser encontradas ou as orientações dos agentes de endemias não sejam cumpridas o morador está sujeito a multa que pode chegar a 20 Unidades de Referência de Toledo (URT). Cada URT equivale a R$ 75,90.

Selídio finalizou pedindo para que a população tome os devidos cuidados em seu lote, residência e demais ambientes.  “É fundamental que as pessoas tomem consciência com os cuidados com o seu lote e também com o descarte correto do seu lixo para que as larvas do mosquito não se proliferam. São cuidados mínimos e rápidos, mas que trazem enormes benefícios a toda a população, até por que como todos sabem a dengue pode matar”, completou, Selidio.

Fonte: Secom/Pref. de Toledo

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: