Saturday, December 14, 2019
Isenção e Verdade


Aprendendo a Aprender: Parceria melhora leitura e interpretação dos adolescentes do Florir Toledo

Na terça-feira (3), os adolescente do Florir Toledo receberam os certificados do curso “Aprendendo a Aprender” desenvolvido em parceria com…

Por redacao gazeta , em Cidade , no dia4 de dezembro de 2019, 15:20h

Clique Aqui


Na terça-feira (3), os adolescente do Florir Toledo receberam os certificados do curso “Aprendendo a Aprender” desenvolvido em parceria com a Faculdade Assis Gurgacz – FAG Toledo, cursos de Pedagogia e Letras. O projeto piloto auxiliou os alunos na leitura e interpretação de texto. O evento de entrega de certificados aconteceu no Auditório do Fórum. 

Autoridades como o Juiz Rodrigo Rodrigues, Secretária da Assistência Social, Marisa Cardoso, vereadora Janice Salvador, professoras estagiárias, coordenador do Florir Toledo Oseias dos Santos e demais representantes das entidades parceiras estiveram no evento.

O Florir Toledo é o projeto dentro do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, essa ação foi um reforço para os participantes, que irá ajudá-los no processo de uma futura Universidade quando uma futura profissão. Filmes, textos, imagens, aulas interativas, cuidado individualizado, leitura, produção de texto, conhecimento de palavras, produção de currículos, uso do aplicativo kahoot, entre outras atividades fizeram parte do curso.   

As acadêmicas participantes do curso foram, Adriana Carla Kuhn, Maria Eduarda Souza e Nicoli Cristina Carvalho, “Nós no estágio estivemos dentro de sala, mas aqui a gente teve várias vivências, várias experiências e com tudo isso, vai agregar muito na nossa bagagem, no nosso conhecimento e nas vivências lá fora”, explicaram as professoras.

“Foi muito interessante porque os instrutores são muito legais e eles explicam de uma maneira boa e a gente consegue compreender melhor. Eu aprendi coisas que a gente aprende no primário tipo verbo, que é coisa que a gente tem que saber e eu esqueci e daí eu relembrei e também a interpretação de texto que me ajudou porque texto parece simples, mas tem um significado muito grande e na sala também porque às vezes eu tinha dificuldade de falar e assim foi melhorando”, relatou a participante do Florir, Emilli Walker.

Janice Salvador, vereadora e coordenadora do Curso de Letras da FAG, explica que a atividade contribuiu também para os acadêmicos participantes, “Para nós foi uma satisfação participar desse projeto, é uma forma diferenciada dos nossos acadêmicos do curso de letras colocar em prática aquilo que eles vêm estudando ao longo do curso e além desse aprendizado do ponto de vista técnico, é um tipo de trabalho que traz contribuições muito significativas, pois eles se empenharam, do mesmo modo os acadêmicos do curso de pedagogia, foi uma experiência que envolveu os dois cursos”.

A coordenadora do curso de pedagogia da FAG, Doralice Diniz, enfatizou a relevância dessa atividade continuar, “a gente espera que ano que vem a gente consiga dar continuidade porque nós podemos contribuir com a sociedade e com as pessoas que precisam e esses projetos são as formas de isso acontecer”. 

A Secretária de Assistência Social, Marisa Cardoso, falou sobre a importância dessas  parcerias. “Tudo que foi construído nessas diversas parcerias, a gente vê também a presença da intersetorialidade. Aqui nós tínhamos poder judiciário, nós tivemos empresas, nós tivemos a educação e tivemos Assistência Social, uma série de pessoas e entidades envolvidas em prol de uma causa e eu vejo que o resultado muito positivo e tenho certeza que vai fazer uma grande diferença na vida destes adolescentes”.

Oséias explanou que o recurso utilizado mudou o conteúdo e conquistou os alunos. “A didática foi diferenciada esse foi o ponto chave, foi importante ver que existem novas ferramentas para a área de leitura, porque sempre quando vem falar de leitura e entendimento de texto você já imagina algo massante, mas esse trabalho motivou os adolescentes e foi muito bom. ao se pensar em assistência social imagina-se a educação como área distinta, mas elas são áreas interligadas. Um exemplo foi essa oficina, ela é educacional e o projeto social, houve um retorno por parte dos adolescentes é um trabalho muito mais amplo do que imaginamos”.

“Outro fator positivo foi a participação do poder judiciário, em projetos como esse, juntamente com a faculdade, isso demonstra que uma atividade como essa é importante para a superação e transformação de vida dos participantes”, finaliza Oséias. 

Encerramento das Atividades 

Para encerrar em grande estilo, os participantes do Florir Toledo, que neste ano deixaram vários espaços mais enfeitados e bonitos, terão um momento de confraternização e encerramento das atividades. A administração organizou um acampamento no Iftael que irá proporcionar lazer e diversão com atividades esportivas no meio da mata entre outras ações. 

Fonte: Secom/Pref. de Toledo

%d blogueiros gostam disto: