Thursday, November 21, 2019
Isenção e Verdade


Consorcio “lixo”

O modelo de tratamentos que está proposto via Consórcios, realmente funciona. Mas, precisa ser consolidados depois de muitos estudos por…

Por Eliseu Langner de Lima MTPR 11737 , em Gente x Poder , no dia18 de outubro de 2019, 18:00h

Clique Aqui


O modelo de tratamentos que está proposto via Consórcios, realmente funciona. Mas, precisa ser consolidados depois de muitos estudos por técnicos, engenheiros ambientais e químicos, geólogos e profissionais da área para que reúna tecnologias de aproveitamento e transformação do lixo, assim afirmou o empresário Elton Baungarten, durante a audiência pública para sobre a possível implantação do consorcio.

Consorcio “lixo” I
O que foi proposto na audiência pública dessa semana não deixa muita segurança sobre que tipo de lixo será depositado em Toledo, já que cada município já tem seus próprios programas de seletividade. Ela foi apresentada de forma “genérica” e bem aleatória, digamos um projeto fraco, diante da complexidade que existe de exploração um lixão.

Consorcio “lixo” II
Não se falou concretamente sobre o aproveitamento (sem projeto) do lixo como matéria prima de compostagem. Não se falou tecnicamente sobre biodigestores na produção de gás como material energético, créditos de carbono (protocolo de kyoto) entre outras possibilidades produzidas pelo lixo.

Consorcio “lixo” III
Os textos estavam sempre na subliminaridade (possibilitar a gestão – educação – transbordo – tratamento e destinação) como um bom projeto deve contemplar para assegurar a eficiência do tratamento e destinação do lixo. Muito positiva a presença do Dr. Giovani Ferri que, deixo sua posição no sentido de que não é contra nem é a favor do consorcio sim, mas que tem que ser mais bem estudado e aprofundado tecnicamente para que não haja problemas futuros.

Consorcio “lixo” IV
Essa formatação dos consórcios será um alento para muitos municípios menores e como está no plano do Governo, temos que se ater aos princípios da legalidade e das precauções ambiental, disse Dr. Giovani Ferri. Minhas preocupações estão e não ver um projeto técnico executivo por que estamos discutindo encaminhamento, tratamento, tratamento e destinação final de resíduos de 31 municípios que virão para Toledo.

Consorcio “lixo” V
Como citei acima, Dr. Giovani fez essas indagações sobre projetos de execução sobre o passivo ambiental, logística operacional, exatidão de quantidade do lixo a ser depositado em Toledo, como será feita a segregação e o que será enviado a Toledo, como será operacionalizado essa segregação dos resíduos dos outros municípios, indagou o promotor e diretor do GAEMA. Temos diretrizes sim, mas, nos preocupa o impacto ambiental e também se faz necessário ver a vida útil do nosso aterro, afirmou o promotor.

Consorcio “lixo” VI
Para o vereador Leoclides Bisognin, a inexistência de projetos técnico e consistente sobre essa gestão do lixo vai tornar Toledo num deposito de lixo e não de solução para a destinação. Bisognin questionou o secretário da veracidade de uma licença para o recebimento de resíduos externos. Da mesma forma questionou a ausência da tal “usina” que solucionaria o lixo, mas se é para enterrar 30% que não se crie esse consorcio.

O curso com extensão
No próximo dia 05 de novembro, estará acontecendo na Unioeste, campus Toledo o curso de Capacitação sobre o Patrimônio e as atribuições dos servidores públicos municipal como formação e Extensão Universitária que será ministrada pelo servidor público Paulo Lavagnoly que atua como palestrante e professor em cursos de capacitação sempre voltados à área pública. Maiores informações www.maiscapacitacaopublica.com.br

A carta da “moção”
Prometi que iria publicar hoje a carta escrita pela Professora Vaniria Lysyk Teixeira Bianchi sobre a “moção” de aplausos. Em respeito ao pedido feito pela mestra, não farei. Mas, eu ainda estou me perguntando de como se cometeu tamanha indiscrição (gafe) com o nome de uma personalidade que foi destaque nacional, justamente por aqueles que têm que embasar-se no que está escrito (ipsis litteris) nas leis? Aqueles que quiserem ter acesso à carta coloca a disposição pelo whatsapp.

Cidadania23 suspende prefeito e vice de São Jerônimo da Serra

Em virtude da prisão preventiva na última quarta-feira (16) do prefeito de São Jerônimo da Serra, João Ricardo de Mello, e do vice-prefeito, Laércio Pereira, pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na operação “Dejá Vù”, o Diretório Estadual do Cidadania23 no Paraná está suspendendo todas as atividades partidárias dos envolvidos até que sejam esclarecidos os fatos. “O Cidadania23 não compactua com desmandos de quem quer que seja a começar dos nossos”, comentou o Deputado Federal e presidente do Cidadania23 no Paraná, Rubens Bueno.

%d blogueiros gostam disto: