Saturday, December 14, 2019
Isenção e Verdade


Intenção de consumo dá novo salto no Paraná

O índice passou de 107,1 pontos em agosto para 109,9 pontos em setembro. O índice de Intenção de Consumo das…

Por redacao gazeta , em Economia , no dia25 de setembro de 2019, 08:53h

Clique Aqui


O índice passou de 107,1 pontos em agosto para 109,9 pontos em setembro.


O índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e divulgado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), deu novo salto no Paraná. O índice passou de 107,1 pontos em agosto para 109,9 pontos em setembro, indicando a retomada do consumo entre as famílias, depois de reduções significativas nos meses de junho e julho.

Na variação anual, houve alta de 6,4%, acompanhando a evolução nacional do indicador. No entanto, enquanto no Paraná o índice voltou ao patamar positivo (acima de 100 pontos) desde o mês passado, a média nacional ainda é considerada desfavorável, com 92,5 pontos em setembro e elevação mensal de apenas 0,3%.

Entre os pontos analisados para composição do indicador, apenas o Momento para Compra de Bens Duráveis teve queda na variação mensal. Os demais tiveram melhora em relação a agosto, com destaque para Perspectiva de Consumo (8,4%), Emprego Atual (3,2%) e Nível de Consumo Atual (3,1%). Na variação anual, todos os quesitos apresentaram aumento, com exceção para a Perspectiva Profissional (-7,3%), o que revela que os paranaenses ainda não vislumbram evolução salarial nos próximos meses. Os itens Nível de Consumo Atual (16,5%), Perspectiva de Consumo (16,1%) e Acesso ao Crédito (15%), apresentaram as maiores elevações na comparação com setembro de 2018.

O índice ICF de setembro foi impulsionado pela perspectiva das famílias de menor renda (até 10 salários mínimos), dentre as quais o indicador subiu de 104,5 pontos em agosto para 108,6 pontos neste mês, com crescimento em todos os indicadores. Já entre as famílias com renda superior a 10 salários mínimos, o índice recuou de 119,3 pontos no mês passado para 116,2 pontos em setembro.

Fonte: Fecomércio- PR. Texto: Karla Santin.


%d blogueiros gostam disto: