Friday, December 6, 2019
Isenção e Verdade


Frente fria avança sobre áreas da região Sul com alerta de tempestade

Uma frente fria chegou até áreas da região Sul do Brasil nesta terça-feira (10) e causou chuva forte sobre o…

Por redacao gazeta , em AgroGazeta Geral , no dia11 de setembro de 2019, 10:12h

CMIX.GIF

Clique Aqui


Imagem de satélite nesta terça-feira (10) em todo o Brasil - Fonte: Inmet

Imagem de satélite nesta terça-feira (10) em todo o Brasil – Fonte: Inmet

Uma frente fria chegou até áreas da região Sul do Brasil nesta terça-feira (10) e causou chuva forte sobre o Rio Grande do Sul, inclusive com alerta de tempestade, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). As temperaturas caem. O tempo seguirá seco sobre áreas centrais do país.

Além das chuvas, a temperatura também deve cair em áreas da região Sul. Tem alerta de declínio de temperatura entre 3ºC e 5ºC para áreas de todo o Rio Grande do Sul e partes de Santa Catarina.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (11/09 a 13/09) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (11/09 a 13/09) em todo o Brasil - Fonte: Inmet


Fonte: Inmet

Enquanto isso, o tempo segue seco sobre quase toda a faixa central do Brasil com a presença de uma grande massa de ar seco com muito sol, principalmente em Goiás, Tocantins, parte de Mato Grosso, Maranhão, Piauí, centro-oeste da Bahia, centro-leste de Mato Grosso do Sul, segundo a Climatempo.

O mapa de umidade mostra que nos últimos cinco dias ocorreram chuvas de até 30 a 50 mm na parte Sul e Leste do Rio Grande do Sul. Na região Oeste do Sul, as precipitações ficaram ao redor de 10 mm a 8 mm. “Os ventos estão muito fortes e estão impedindo a subida das frentes frias, com isso está chegando na parte do Rio Grande do Sul com o Uruguai e houve a diminuição da precipitação”, disse o chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, Francisco de Assis Diniz.

Veja o mapa de umidade no solo por profundidade em centímetros no Brasil:

Mapa de umidade no solo por profundidade em centímetros no Brasil - Fonte: COLA/NOAA


Fonte: COLA/NOAA

Diante dessa condição e sem expectativa de boas chuvas nos próximos dias, a Fundação MT já estima que o plantio da soja no Mato Grosso deve acontecer mais tarde do que o registrado na última safra. Segundo Fábio Ono, espera-se regularidade apenas em novembro.

Ono também destacou que, um possível atraso no plantio da soja pode causar impactos na segunda safra de milho do ano que vem, que sairia da melhor janela. Neste ano o estado registrou ótimos índices de produtividade no cereal justamente se beneficiando da antecipação da soja e semeadura mais cedo do milho.

Nos próximos sete dias, a previsão do tempo baseada no modelo Cosmo do Inmet não aponta chuvas volumosas para áreas da região central do Brasil. Volumes moderados a altos serão registrados apenas sobre as regiões Norte e Sul do Brasil, com destaque para o Rio Grande do Sul, além de pontos do litoral Nordestino no período.

Veja o mapa de precipitação acumulada para os próximos sete dias em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada para os próximos sete dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet


Fonte: Inmet

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 10 até 18 de setembro, as chuvas mais volumosas ocorrem sobre áreas do Sul, Norte e pontos do Leste do Nordeste. A maior parte do país terá tempo seco.

De 18 até 26 de setembro, a tendência segue a mesma do período anterior sobre a maior parte do país, mas as chuvas sobre a região Sul ficam mais abrangentes e conseguem chegar até áreas do Centro-Oeste e Sudeste do país. Moderados a altos acumulados seguem sobre áreas da região Norte do país. No Leste nordestino, a chuva diminui.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 10 até 26 de setembro:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 10 até 26 de setembro - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA


Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA/ Clima tempo/ Notícias Agrícolas.

%d blogueiros gostam disto: