Thursday, December 5, 2019
Isenção e Verdade


Secretaria da Cultura e Unioeste oferecem Oficinas de Conhecimento no Ceu das Artes

O convênio entre a Prefeitura Municipal de Toledo e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná foi o primeiro passo…

Por redacao gazeta , em Cidade , no dia9 de setembro de 2019, 15:16h

CMIX.GIF

Clique Aqui


O convênio entre a Prefeitura Municipal de Toledo e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná foi o primeiro passo para a efetivação dessa parceria que envolveu a Secretaria da Cultura e programas de graduação e Pós-Graduação da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). Em seguida foram realizadas reuniões entre a direção da instituição, a orientadora e os estagiários a fim de consolidar as ações e de definir o seu andamento. 

“Como forma de viabilizar a formação dos licenciandos e de fomentar a aproximação entre a Universidade e a sociedade civil, o estágio de docência dos alunos e das alunas do curso de Licenciatura em Ciências Sociais pode ser realizado em organizações públicas ou privadas quando estas estiverem voltadas para o ensino e/ou formação.  Diante desta formulação, decidimos realizar o estágio de docência dos alunos e das alunas acima nomeados no CEU de Toledo que é um equipamento público que oferece atividades culturais, de formação e de qualificação principalmente para os residentes nas regiões periféricas da cidade”, afirma a Doutora Andréia Vicente, orientadora dos estagiários envolvidos. 

“Durante o estágio de docência, o equipamento e a estrutura do CEU serão utilizados pelos licenciandos para instrumentalizar conteúdos aprendidos na Universidade que serão compartilhados e debatidos com a sociedade do seu entorno. Tomando como ponto de partida a ideia de “mobilização social” que é tão cara aos equipamentos culturais, pensamos o oferecimento de oficinas para a formação de jovens como forma de aprofundar ainda mais a relação do CEU com a comunidade do seu entorno, além de aproximar esta mesma comunidade e a própria instituição da Universidade. Acreditamos também que a presença e interação entre universitários e os jovens pode ser uma oportunidade ímpar para que estes últimos saibam a respeito do que é uma instituição de ensino superior pública, laica e de qualidade e se sintam encorajados a frequentá-la”, complementa a orientadora. 

Um dos objetivos da criação de equipamentos públicos como a Praça CEU das Artes é “ser um polo de incentivo ao desenvolvimento educacional, cultural, social e esportivo da comunidade”.

‘As realizações das oficinas favorecem o desenvolvimento do pensamento crítico, assim como amplia os conhecimentos dos participantes acerca dos seus direitos e do exercício da cidadania. O acesso à educação de qualidade e ao conhecimento científico ainda é um tanto restrito na nossa sociedade, sobretudo para populações de regiões periféricas, com esse convênio, poderemos oferecer várias outras oficinas, envolvendo também outros cursos da UNIOESTE e abrindo o leque de oportunidades para os jovens da comunidade do entorno do CEU”, afirma Isabela Olsen, coordenadora do espaço.  

Durante os meses de maio a agosto deste ano de 2019, os estagiários frequentaram o espaço do equipamento para “observar e coletar informações a respeito dos seus objetivos, estrutura, trabalho e resultados” Entre os meses de junho a setembro, os alunos licenciandos ministraram oficinas para jovens de 14 a 29 anos. 

Cada oficina conta com duração de duas horas e os temas variaram entre “Cidadania e participação política”; “Segurança pública: drogas e o sistema carcerário”; “Bullying e suas consequências”; “Diversidade cultural”; “Mulheres” e “Inclusão social das pessoas com deficiência”.

A última oficina acontece no dia 12 de setembro e as inscrições podem ser feitas na hora. Até agora, mais de vinte jovens já foram contemplados nas atividades. Para o Secretário da Cultura, Odemilson Elias dos Santos, este é mais um ponto positivo para jovens de Toledo. “É um passo a mais no desenvolvimento social e cultural. É um momento de alegria para os gestores e uma evolução na vida dos participantes”. 

Fonte: Secom/ Pref. de Toledo

%d blogueiros gostam disto: