Saturday, May 30, 2020
Isenção e Verdade


Agepar busca metodologia para reajuste da tarifa do gás canalizado

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar) está recebendo contribuições para a elaboração de uma…

Por redacao gazeta , em Estadual , no dia5 de setembro de 2019, 13:38h

Clique Aqui


A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar) está recebendo contribuições para a elaboração de uma metodologia para o reajuste da tarifa média praticada para o fornecimento do gás canalizado no Paraná. A Tomada de Subsídios está sendo realizada através do site www.agepar.pr.gov.bre encerra no dia 23 de setembro.

Esta ação visa avaliar os possíveis impactos das alternativas disponíveis para o desenvolvimento de uma metodologia. Os dados obtidos servirão para orientar e subsidiar a Agepar na tomada da decisão regulatória.

Foi a partir do dia 95 de dezembro de 2017 que a Agepar passou a regular e fiscalizar os serviços atendidos pela Compagas (Companhia Paranaense de Gás). Neste trabalho foi detectada a necessidade de corrigir a falha de mercado chamada “falta de mobilidade dos fatores de produção”, porque atualmente existe uma rigidez no preço final (tarifa paga pelo consumidor) em relação às oscilações do custo e do transporte do gás canalizado. O objetivo da Agepar é encontrar uma metodologia que promova a maior correção da falha com o menor custo para usuários e concessionária.

ALTERNATIVAS – Nesta Tomada de Subsídio a Agepar está apresentando cinco alternativas para que a sociedade opine sobre os impactos positivos e negativos: Não Regular; Reajustar pela variação percentual do custo da commodity; Desenvolvimento de conta gráfica que compense em um reajuste futuro as variações do custo do gás; Reajuste pela variação percentual de indicadores preestabelecidos ( como, por exemplo dólar, preço do barril de petróleo, IPCA, IGPM); e tornar o valor da tarifa média volátil, fixando a margem bruta e permitindo que o preço seja atualizado sempre que houver flutuações no custo da commodity.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
%d blogueiros gostam disto: