Saturday, October 19, 2019
Isenção e Verdade


Não existe gestão, sem comunicação!

TCE, “o” problema ou incompetência licitatória? A CGN de Cascavel realizou uma matéria que traduz o real sobre o a…

Por Eliseu Langner de Lima MTPR 11737 , em Gente x Poder , no dia23 de agosto de 2019, 18:00h

Clique Aqui



TCE, “o” problema ou incompetência licitatória?
A CGN de Cascavel realizou uma matéria que traduz o real sobre o a morosidade do TCE sobre as licitações de agências de publicidade que estão suspensas em várias cidades. Em Toledo, já se passaram mais de oito meses em que o município não faz qualquer divulgação por não ter a agência que dá a Legalidade conforme Lei de responsabilidade determina e colocando em cheque os trabalhos do conselheiro Ivan Bonilha.

Portal Paraná

TCE, “o” problema ou incompetência licitatória? I
Todos os municípios buscam contratar agências de publicidade para elaborar e veicular campanhas educativas, informativas e de interesse público. Uma das empresas participantes questiona a avaliação feita por uma comissão referente às propostas técnicas, detalhes esses que, somente aos olhos de alguns “membros” dessas comissões podem ter vazado para os donos de agências de Publicidade para “melar” no campo jurídico já que no técnico já estava definido. Estou me referindo ao edital de Toledo.

TCE, “o” problema ou incompetência licitatória? II
Mas de quem é essa responsabilidade de tantos “entraves” para que os municípios possam “propagar” os serviços prestados ao contribuinte? Não tirando a necessidade de mais transparência possível nas contratações de mídias que é de responsabilidade do TCE que também têm corruptos, eu, Eliseu, jornalista e publicitário afirmo que os maiores erros e “incompetência” se concentram setores de licitações dos municípios.

TCE, “o” problema ou incompetência licitatória? III
E, esses erros são de hoje e, esse setor em Toledo está “dormindo” em berço esplêndido. Não se aperfeiçoam a começar “juridicamente” para evitar tais desgastes às administrações públicas e dos próprios servidores.

TCE, “o” problema ou incompetência licitatória? IV
Não estou me referindo somente a atual administração, sim na administração do ex-prefeito Beto Lunitti que, cercou-se de alguns “apones” que foram batizados por vários meios de comunicação como: “portas” totalmente intransponíveis a realidade da “comunicação” de imagens e serviços do município e o resultado todos já sabem.

TCE, “o” problema ou incompetência licitatória? V
Nessa reportagem, me chamou a atenção que, todas as “licitações” foram “embargadas” pela agência Blanco Lima. Vejamos: em agosto de 2018 a suspensão atingiu o município de Foz do Iguaçu. Depois de meses de processo foi considerado que não houve falha no julgamento nem o acusado direcionamento do processo.

TCE, “o” problema ou incompetência licitatória? VI
O município foi orientado a mudar de 5% para 2% o desconto que a empresa receberá devido ás normas da atividade publicitária. Mesmo com a exigência de 5% de desconto, seis empresas demonstraram interesse em participar da licitação. O próprio relator, Fabio de Souza Camargo, considerou que não era razoável anular a licitação.

TCE, “o” problema ou incompetência licitatória? VII
Em Toledo a suspensão de uma licitação foi determinada no dia 25 de julho. O conselheiro também é Ivan Bonilha e o motivo também foi à atuação da subcomissão responsável pela avaliação técnica. A representação foi feita pela Blanco Lima, mesma agência que atuou em Cascavel e o processo segue sem um desfecho.
Leia a matéria completa nesse link – https://cgn.inf.br/noticia/41592/morosidade-de-tce-gera-
problemas-para-outros-municipios-com-licitaces-suspensas

Maior presença da GM na Rodoviária

O vereador Gabriel Baierle, (PTB) pediu a intensificação da presença da Guarda Municipal no Terminal Rodoviário Alcido Leonardi tendo em vista as constantes reclamações de insegurança. Segundo depoimentos de cidadãos que passam pela rodoviária seguidamente há a abordagem de andarilhos pedindo esmolas e até, em alguns casos, de assédio.

Maior presença da GM na Rodoviária I

Para o vereador, é imprescindível que as forças de segurança estejam frequentemente presentes para inibir tais práticas. “Fizemos indicação ao Executivo para que tome as providências e faça com que a Guarda Municipal intensifique sua presença no local”, pondera o vereador. Segundo ele, a GM faz um ótimo trabalho inclusive auxiliando a Polícia Militar em muitas ações e é de extrema importância que também reforce a presença na rodoviária.

Maior presença da GM na Rodoviária II
Também através de indicação o vereador solicita maior presença da Guarda Municipal no BNH Rossoni que constantemente sofre com a insegurança. Também neste bairro é necessário que a GM vá com maior frequência inibir a prática do vandalismo ou de outras que coloquem em risco a segurança das pessoas.

Titulo: (Daniel Alves)