Clique Aqui

Saturday, September 21, 2019
Isenção e Verdade


Reunião Pública aborda revisão do Plano Municipal de Saneamento

Foi realizado nesta segunda-feira (17), no auditório Acary de Oliveira, no Paço Municipal Alcides Donin, a reunião para Revisão do…

Por redacao gazeta , em Cidade , no dia18 de junho de 2019, 17:08h

Clique Aqui


Foi realizado nesta segunda-feira (17), no auditório Acary de Oliveira, no Paço Municipal Alcides Donin, a reunião para Revisão do Plano Municipal de Saneamento com Lideranças das Associações das Águas do Interior.

A revisão do Plano Municipal de Saneamento, prevê a mudança  do contrato de concessão para Sanepar, migrando para contrato de programa na parte de saneamento de água e esgoto no município.

Este é um planejamento estratégico para os próximos 25 a 30 anos.  Será elaborada pela comissão organizado, definindo os investimentos para garantir o abastecimento na cidade, que prevê a captação da água do Rio Santa Quitéria, que deve ser construído uma unidade de tratamento próximo ao Cense, na saída para Cascavel,  investimentos devem ultrapassar os R$ 50 milhões.

Outro investimento é a construção da ETE do São Francisco, ampliando o atendimento de esgoto  as comunidade do São Francisco, Panorama, e região, que possibilita passar dos 82 para 95% da população assistida , da cidade e do interior.

O Secretário de Desenvolvimento Ambiental e Saneamento, Neudi Mosconi, informa que este planejamento e a comissão vai elaborar e colocar em apreciação. “Esse contrato será ajustado com a Sanepar, elaborando um novo contrato de investimentos necessários no município, o saneamento necessário nessas áreas ultrapassam os R$ 110 milhões”.

Mosconi relata que a reunião foi com as unidades do interior, pois muitas comunidades têm seu abastecimento de água de gerenciamento próprio, várias estão tendo problemas, com dificuldade para manter, de investimentos e melhorias que precisam ser feitas.

“O convite é para migração dessas estruturas ou desse sistema, para o sistema total para a Sanepar, sendo assim responsabilidade dela, a reunião tratou disso, percebemos que a maioria das comunidades e linhas de sistema convencional pretendem migrar para esse contrato repassando todo esse serviço para a Sanepar. Vamos em cada região para conversar a respeito dessa mudança, elaborando a ATA, para até o final de julho nós termos o diagnóstico e planejamento estratégico pronto”, finaliza o Secretário.

Fonte: Secom/ Pref. de Toledo