Sunday, January 26, 2020
Isenção e Verdade


Conjunto com Morgana é soberano e conquista três ouros no Sul-Americano

O conjunto brasileiro de ginástica rítmica, com a atleta toledana Morgana Gmach, foi soberano e conquistou três medalhas de ouro…

Por redacao gazeta , em Cidade Cultura Esporte , no dia4 de junho de 2019, 16:56h

Clique Aqui


O conjunto brasileiro de ginástica rítmica, com a atleta toledana Morgana Gmach, foi soberano e conquistou três medalhas de ouro no Campeonato Sul-Americano de Ginástica Rítmica, que encerrou no domingo, 02, em Bogotá, na Colômbia. A equipe brasileira confirmou o favoritismo e conquistou um total de 12 medalhas, incluindo ocon junto e o individual e ficou com o titulo geral da competição. Das 12 medalhas, sete foram de ouro, três de prata e duas de bronze. No individual, Natália Gáudio conquistou três medalhas de ouro e uma de prata e Bárbara Domingos levou um ouro, duas pratas e dois bronzes.

O conjunto, formado pelas atletas Deborah Medrado, Nicole Duarte, Camila Rossi, Morgana Gmach, Beatriz Pomini e Vitória Guerra, venceu todas as provas: individual geral, cinco bolas e prova mista (três arcos e duas maças). A equipe repetiu o bom desempenho que já tinha tido anteriormente na Copa do Mundo de Guadalajara, na Espanha, nesta temporada.

A treinadora do conjunto e coordenadora das Seleções de Ginástica Rítmica da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), Camila Ferezin, afirmou que a participação da equipe foi muito positiva, pois permitiu elevar ainda mais as notas, alcançando a maior do ciclo, 22.700. “Na competição geral, arriscamos menos nas recuperações dos lançamentos que mais valiam. Consequentemente, tivemos uma boa execução e duas excelentes notas que ficaram na casa dos 22 pontos. Na final, testamos todos os critérios dos lançamentos que temos nas coreografias e naturalmente tivemos mais falhas”, disse ela, ressaltando que tudo esteve dentro do planejado. “Nosso objetivo era ver o que as meninas conseguem fazer em quadra num momento de pressão, para continuarmos nossos treinamentos com foco nos Jogos Pan-Americanos e Mundial” completou ela.

A equipe volta a Aracaju, onde continua os treinamentos para as suas duas mais importantes competições do ano, os Jogos Pan-Americanos e o Campeonato Mundial, seletivo para os Jogos Olímpicos de 2020, no Japão.

O projeto de Ginástica Rítmica de Toledo, com 29 anos de atuação no município, conta com as parceiras do Sesi e prefeitura de Toledo e  com patrocínio de O Boticário, Sanepar e Itaipu Binacional, através de recursos obtidos pela da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte/Governo Federal.

Veja a seguir os resultados finais do conjunto no Sul-Americano

Conjunto

Geral
1º BRASIL – 44,850
2º Venezuela – 29,850
3º Argentina – 24,950

Finais por aparelho

Cinco bolas
1º BRASIL – 21,400
2º Venezuela – 16,850
3º Argentina – 12,050

Misto (Três arcos e duas maças)

1º BRASIL – 18,250
2º Venezuela – 16,900
3º Argentina – 12,950

­­­­­­­­­­­­ Jorn. Eliane Cargnelutti Torres (DRT/PR 2537)*

%d blogueiros gostam disto: